quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Caracterização / retrato de Pêro Marques


(B) Pêro Marques: lavrador abastado

1. Externa: (lavrador)
. o capelo;
. o gabão azul;
. as perlas;
. as peias;
. o novelo;
. o chocalho;
. o pente;
. as pêras.

2. Retrato social: Pêro Marques é um lavrador abastado pertencente ao povo.

3. Linguagem:
. tímida;
. afetiva;
. simples;
. monologada.

4. Psicológica:
. é o primeiro pretendente de Inês, rejeitado por ela inicialmente;
. é rico e trabalhador, tendo herdado a maior parte do gado do pai e uma fazenda de mil cruzados;
. apresenta-se como um homem de bem, honesto, sincero, leal, respeitador e de boas intenções (preocupa-se com a reputação e honra de Inês);
. atencioso e delicado em relação a Inês, procura agradar-lhe, penteando-se antes de a ver;
. é um homem rústico, simples / simplório e desajeitado, pouco inteligente, desconhecedor das regras de convivência social, ignorante e ingénuo:
- procura a casa de Inês, mas não a encontra facilmente;
- esqueceu-se da morada da jovem, não obstante se tratar de um encontro muito importante;
- só identifica a casa a partir de um elemento pertencente ao seu universo: a “parreira”
- não sabe usar uma cadeira, acabando por se sentar de costas para Inês e a Mãe;
- traz peras como presente para Inês, tendo-as colocado no capelo, por baixo de todos os outros objetos e acabando por não as encontrar;
. inseguro e inábil nos assuntos amorosos, cai no ridículo pela maneira como se veste e pela maneira de falar e de agir:
- quando se vê a sós com Inês, ao invés de procurar seduzi-la, como fariam os outros homens, mostra-se incomodado e receoso por pôr em causa a reputação dela;
- quando inicia o discurso perante Inês e a Mãe não consegue dizer grande coisa e acaba mesmo por se trabalhar;
- atrapalha-se quando Lianor lhe pede para abraçar Inês após o casamento;
- não se recorda das palavras regulamentares do casamento;
- pretende que o trigo seja deitado sobre eles antes do casamento;
. sofre com a rejeição e promete não se casar até que Inês o aceite;
. após a morte do Escudeiro, casa-se com Inês Pereira;
. ingénuo e crédulo como sempre e submisso, concede liberdade total a Inês e é traído por ela;
. representa o papel de «asno» que leva literalmente a mulher às costas para que ela se preserve para («visitar») o Ermitão.

            Pêro Marques representa o papel de “asno” que carrega a mulher às costas para casa de um seu antigo pretendente. É a personagem cómica da farsa. Enamorado de Inês, tudo tenta para casar com ela, mas a sua estupidez e ingenuidade são um grande obstáculo. Embora bem formado moralmente, comporta-se como um imbecil. É rico e honesto, mas a sua honestidade não lhe deixa ver a maldade humana.
            Em antítese com o Escudeiro, Pêro Marques é o bom marido que dá à mulher toda a liberdade que ela quer, procurando fazê-la feliz. Todavia, Inês não o respeita e é-lhe infiel com um falso Ermitão, sendo o próprio marido, Pêro, que a conduz ao encontro com o amante.


Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...