segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Texto expositivo-argumentativo (I) - Plano da SS

Texto expositivo-argumentativo

Título: "Alberto Caeiro, o Pastor Metáfora"


Introdução:
  • Alberto Caeiro apresenta-se como um simples "guardador de rebanhos";
  • Caeiro é o poeta da Natureza, está de acordo com ela e vê a sua constante renovação;
  • Mestre de Pessoa e dos outros heterónimos.
  • É um sensacionalista a quem só interessa o que capta pelas sensações.

Desenvolvimento:
  • Para Caeiro, "pensar" é estar doente dos olhos, assim elimina a dor de pensar que afecta Pessoa.
  • Dá especial importância ao acto de ver, passeando ao observar o mundo;
  • Só olhe interessa o que capta pelas sensações, uma vez que reduz o sentido das coisas à percepção da cor, da forma e da existência.

Conclusão:
  • Para Caeiro, fazer poesia é uma atitude involuntária e espontânea;
  • Vê o mundo sem necessidade de explicações, aproveitando cada sensação na sua originalidade e simplicidade;
  • Caeiro canta o viver sem dor, o envelhecer sem angústia, o morrer sem desespero...
  • Em suma, é um poeta que vive do sensacionalismo, negando mesmo a utilidade do pensamento.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...