quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Texto de reflexão: "A Natureza e a sua capacidade de renovação»

Plano da MM

Tese: Na Natureza nada se cria (???), esta sofre transformações. Porém, tratam-se (tratam-se? ou trata-se) de transformações lentas.

1º. (1.º) argumento: Segundo o ciclo da vida, comum a todos os seres vivos, um ser nasce, cresce, vive e, por fim, morre.
1º. exemplo: As plantas nascem, crescem gradualmente, vivem e ao fim de algum tempo morrem, crescendo entretanto outra (s).

2º. argumento: Tudo o que existe no nosso Planeta provém de matéria pré-existente.
2º. exemplo: O petróleo provém de restos fósseis que sofrem grandes transformações.

3º. argumento: A Terra é considerada um sistema quase fechado, ou seja, troca energia mas não materia (troca matéria, mas diminuta) com a vizinhança.
3º. exemplo: A matéria presente na superficie da Terra é finita.

4º. argumento: Há sobre-exploração e pouco cuidado com os recusrsos da Terra (poluição).
4º. exemplo: Desperdício de água potável e poluição desta.

Conclusão: A matéria da Terra não se cria, transforma-se. Porém, não se transforma ao mesmo ritmo com que é utilizada.


Comentários:

1.º) Ai os erros (pontuação, acentuação, ortografia...).

2.º) Qual é o tema proposto? Não haverá aí uma ligação a problemas ambientais derivados da acção humana?

3.º) Uma reformulação destes pontos é conveniente.

Texto de reflexão: "A Natureza e a sua capacidade de renovação»

Plano da SP

Plano do texto de reflexão

Tema: A natureza e a sua capacidade de renovação

Tese: Embora a natureza tenha a capacidade de se renovar a si mesmo (vírgula; «mesmo» não concorda com "natureza" em género?) é nosso dever protegê-la e preservá-la pois tudo tem um fim. No entanto, não é isto que tem acontecido.

Argumento 1 – mesmo as coisas que são produzidas pela natureza têm um fim.
Exemplo 1 – o petróleo é produzido na natureza e é já escasso devido ao seu uso excessivo.

Argumento 2 – a natureza é o que de mais belo existe, no entanto encontra-se cada vez mais degradada e suja.
Exemplo 2 – os jardins de Figueira de Castelo Rodrigo encontram-se cheios de lixo.

Argumento 3 – todos os Verões ardem milhões de hectares de floresta que deveriam ser vigiadas.
Exemplo 3 – há alguns Verões atrás vários km2 a Serra da Marofa arderam em horário de vigia.


Comentários:

1.º) Qual é o tema? Ou seja, em que parte do seu plano encontramos a questão da «renovação» da Natureza? Ou ela não se renova? Se se renova, como é que tal sucede?

2.º) Que impacto têm os seus argumentos na Natureza em geral? Como ultrapassar a questão?

3.º) O 1.º argumento poderia ser mais elaborado, não?

4.º) Os tópicos do seu plano deverão iniciar-se por maiúscula.

5.º) Procure reformular os aspectos apontados, sabendo que a obediência ao tema é um princípios básicos de qualquer texto.

Texto de reflexão: "A Natureza e a sua capacidade de renovação»

Plano da S.S.

Planificação

Tema: A natureza e a sua capacidade de renovação

Título: “O grande poder de destruição do homem”

Tese: O Homem, o maior predador da Natureza.

Argumentos:
1- O consumo da humanidade supera a capacidade de regeneração da natureza.

2- O consumo excessivo de bens gera, por sua vez, maior acumulação de resíduos sólidos, logo, maior poluição e, consequentemente, atrasos na regeneração de terrenos.

3- Por outro lado, o aumento do efeito de estufa, ou outros fenómenos atmosféricos, provocados pela excessiva actividade humana, colocam em causa a capacidade de renovação da Natureza.
Exemplos:
1- Para entender a situação, na prática, imaginemos uma floresta, onde as árvores são cortadas mais rápido do que as novas podem nascer e se desenvolver. Algum tempo depois, o número total de árvores na floresta irá diminuir. Frutos, sombra, raízes que ajudam a manter a qualidade do solo, a temperatura e a disponibilidade da água e alimentos passarão a existir em menor quantidade, comprometendo a possibilidade da flora e fauna sobreviverem naquele ambiente. O mesmo pode acontecer com outros recursos, como as espécies de peixe comercialmente pescadas ou as áreas agriculturáveis. Outro exemplo será o consumo cada vez maior de petróleo. Como sabemos o petróleo é um combustivel fóssil, no entanto o seu consumo é maior que o poder de renovação que a Natureza tem de o gerar.

2- Por exemplo, sabemos que entre comprar um garrafão de água ou várias garrafas, a produção de resíduos é menor com a compra do garrafão de água. No entanto, quando nos encontramos a consumir esquecemo-nos destas políticas. Consequentemente, a maior acumulação de resíduos coloca em causa a regeneração dos solos onde estes são depositados, uma vez que contribuem para a sua poluição tornando-os pouco fertéis. A natureza e o seu poder de regeneração são assim afectados.

3- O efeito de estufa gerado pela natureza é não apenas benéfico, mas imprescindível para a manutenção da vida sobre a Terra. Contudo, se a composição dos gases raros for alterada, para mais ou para menos, o equilíbrio térmico da Terra sofrerá alterações. Por exemplo, o facto de uma família de quatro elementos, viajar separadamente nos seus automóveis, faz com que a libertação de dióxido de carbono aumente, o que provoca um desequilíbrio térmico. Com as alterações térmicas algumas espécies de fauna e flora são afectadas. Logo, tudo isto irá impedir a regeneração da Natureza, pois sabemos que na natureza todas as espécies são importantes na relação produtores-consumidores.


Comentários

1.º) O título e a tese que definiu estão na sequência do tema proposto?

2.º) Para uma clarificação do plano do texto, seria preferível colocar o(s) exemplo(s) imediatamente após cada argumento.

3.º) Os exemplos, tal como os argumentos, devem ser apresentados de forma sintética (numa frase ou por tópicos, por exemplo).

4.º) Respeitará, em suma, o seu plano textual o tema proposto: «A natureza e a sua capacidade de renovação»???

5.º) Assim sendo, o plano necessitará de ser reformulado para estar de acordo com o tema.

Funções sintácticas (GC7)

1.1.
     a)
        As meninas - sujeito
        escrevem textos admiráveis - predicado
        textos admiráveis - complemento directo

     b)
        O Pedro - sujeito
        ofereceu uma flor à Vera - predicado
        uma flor - complemento directo
        à Vera - complemento indirecto

     c)
        Eu - sujeito
        considero a Kate Beckinsale linda - predicado
        a Kate Beckinsale - complemento directo
        linda - predicativo do complemento directo

     d)
        A Joana - sujeito
        chegou de casa agora - predicado
        de casa - complemento oblíquo
        agora - modificador do grupo verbal

     e)
        A Sophie - sujeito
        é elegante - predicado
        elegante - predicativo do sujeito

     f)
        A Margarida - sujeito
        foi elogiada pela irmã - predicado
        pela irmã - complemento agente da passiva

     g)
        A Sara - sujeito
        enrola vagarosamente o cabelo - predicado
        vagarosamente - modificador do grupo verbal
        o cabelo - complemento directo

     h)
        A Ana - sujeito
        está contente - predicado
        contente - predicativo do sujeito


2.
     a) No Verão - modificador do grupo verbal

     b) Evidentemente - modificador da frase

     c) devagar - modificador do grupo verbal

     d) Possivelmente- modificador da frase

     e) rapidamente - modificador do grupo verbal

     f) às onze horas - modificador do grupo verbal

     g) de manhã - modificador do grupo verbal

Funções sintácticas (G7)

1. Leia os enunciados apresentados.

          a. As meninas escrevem textos admiráveis.
          b. O Pedro ofereceu uma flor à Vera.
          c. Eu considero a Kate Beckinsale linda.
          d. A Joana chegou de casa agora.
          e. A Sophie é elegante.
          f. A Margarida foi elogiada pela irmã.
          g. A Sara enrola vagarosamente o cabelo.
          h. A Ana está contente.

          1.1. Identifique as funções sintácticas dos constituintes das frases.

2. Distinga, de entre os elementos sublinhados, os que desempenham a função sintáctica de modificador do grupo verbal e de modificador da frase.

          a. No Verão, irei à praia.
          b. Evidentemente, o Jorge Jesus percebe de futebol.
          c. Rute, procura conduzir devagar.
          d. Possivelmente, o Benfica será campeão europeu.
          e. O Benfica marcou rapidamente o primeiro golo.
          f. A Carolina chegou a casa às onze horas.
          g. O Presidente da Câmara inaugurou a sede de manhã.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...