quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Processos fonológicos II - Correção (G 45)

Exemplos

Processos fonológicos
1. Pede > pee > pé
2. Feria > feira
3. Multu > muito
4. Locusta > lagosta
5. Ante > antes
6. Hodie > hoje
7. Regnu > reino
8. Sic > si > sim
9. Apicula > apicla > abelha

10. Corona > corõa > coroa
11. Soles > soes > sóis
12. Populu > pobo > povo
13. Apoteca > bodega
14. Inter > entre
15. Ego > eu
16. Amicu > amigo
17. Eno > no
18. Consiliu > conselho
19. Salit > sae > sai
20. Pensu > peso
21. Per + lo > pelo > pelo
22. Clamare > chamar
23. Fenestra > feestra > fresta
24. Stare > estar
25. Dolore > door > dor

Síncope do /d/, crase das vogais /e/
Metátese do /i/
Vocalização do /l/; assimilação da nasalidade pelo ditongo
Sonorização do /c/ em /g/; dissimilação do /o/ em /a/
Paragoge do /S/
Palatalização da sequência /di/ em /j/
Vocalização do /g/
Apócope do /c/; nasalização do /i/
Síncope do /u/; sonorização de /p/ para /b/; palatalização da sequência /cl/ em /lh/
Síncope do /n/ e nasalização do /o/; desnasalização do /o/
Síncope do /l/ e sinérese da sequência /oe/ em /oi/
Síncope do /l/; crase de /oo/; sonorização de /b/ em /v/
Aférese do /a/; sonorização de /p/ em /b/ e de /c/ em /g/
Redução vocálica de /i/ para /e/; metátese de /r/
Síncope do /g/
Sonorização do /c/ em /g/
Aférese do /e/
Palatização da sequência /li/ em /lh/
Síncope do /l/; apócope do /t/; sinérese de /ae/ em /ai/
Desnasalização
Assimilação do /r/ pelo /l/
Apócope do /e/; palatalização do grupo /cl/ em /ch/
Síncope do /n/; crase das vogais: metátese do /r/
Prótese do /e/; apócope do /e/
Síncope do /l/; apócope do /e/; crase das vogais /oo/


          . Ficha.

Verbo auxiliar modal

. São auxiliares modais verbos como poder, dever e ter de, seguidos do infinitivo do verbo principal:
- O Benfica tem de vencer o Manchester United.

. O complexo verbal formado pelo verbo auxiliar modal e pelo verbo principal pode exprimir diferentes valores modais (de modalidade):
- O Benfica tem de vencer o Manchester United. (valor de obrigação)
- Podem sair, queridos alunos. (valor de permissão)
- O Homem Aranha pode não ter feito os trabalhos de casa. (valor de possibilidade ou dúvida)
- Os alunos devem ter feito os trabalhos de casa. (valor de probabilidade)

. A modalidade pode ser expressa de diferentes formas:
- verbos auxiliares modais;
- verbos principais com valor modal (crer, pensar, etc.);
- advérbios;
- variação do modo verbal;
- entoação.


Verbo auxiliar aspetual

. São auxiliares aspetuais verbos como andar, começar, continuar, estar, ficar, ir e vir, seguidos da preposição a e do verbo principal no gerúndio ou no infinitivo:
- O Eusébio começou a namorar com a Flora.
- O Antunes ficou a ver navios.

. São igualmente auxiliares aspetuais os verbos acabar de, deixar de e parar de, seguidos do infinitivo do verbo principal:
- A Maria deixou de beber coca-cola.

. As construções com os verbos aspetuais modais indicam as diferentes formas de perspetivar uma ação:
- situação pontual: Começou a nevar.
- situação habitual: A minha família costuma ir à praia todos os sábados.
- situação no seu início: David Linch começou a filmar a terceira temporada de ‘Twin Peaks’.
- situação progressiva: Ando a escrever um romance policial.


Verbo auxiliar do tempo

                Os verbos auxiliares do tempo são ir e haver de, seguidos do infinitivo do verbo principal.

                As construções onde estes verbos se encontram possuem um valor de futuro:

- Eu hei de visitar o Estádio da Luz. (haver de + infinitivo do verbo visitar)

- O Porto ainda vai perder mais pontos. (ir + infinitivo do verbo perder)


Verbo auxiliar da passiva

                O verbo auxiliar da passiva é ser, seguido do particípio passado do verbo principal:

- O Eusébio foi agraciado pelo Presidente da República.
v. aux.   v. principal

- O passe do Jonas será vendido para um clube chinês.

- O meu tio já tinha sido sepultado quando eu cheguei ao cemitério.


Verbo auxiliar dos tempos compostos

                Os verbos auxiliares dos tempos compostos são ter e haver, seguidos do particípio passado do verbo principal:

- O João tem estudado todos os dias.
  v. aux.  v. principal no particípio passado

- A Maria tem andado muito ocupada.
v. aux.   v. principal

- Passos Coelho havia dito que não ia andar por aí.
    v. aux. v. principal

. Sempre que, num tempo composto, existe um pronome pessoal átono, este liga-se ao verbo auxiliar:
       - O professor tinha-o expulsado da sala de aula.


Verbo auxiliar

. O verbo auxiliar é um verbo que forma um complexo verbal com um verbo principal (no particípio passado, gerúndio ou infinitivo) ou copulativo, precedendo-o (isto é, o verbo principal ocorre na frase após o auxiliar).

. A função do verbo auxiliar é a de transmitir informação gramatical, nomeadamente de pessoa, número, tempo, modo, voz e aspeto.

. O verbo auxiliar não expressa significado lexical. Por exemplo, os verbos auxiliares ”ter” e “ir” enquanto tal não significar “possuir” e “deslocar-se”.

. O complexo verbal poder ser constituído por mais do que um verbo auxiliar:
- O Benfica poderia ter vencido o Marítimo.

. No complexo verbal, é o verbo principal que seleciona o sujeito e os complementos, e não o verbo auxiliar.

. Alguns verbos auxiliares podem também ocorrer como verbos principais:
- O Pedro tem andado distraído. (tem = verbo auxiliar)
- O Pedro tem uns ténis novos. (tem = verbo principal)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...