quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Plano (Álvaro de Campos e Pablo Picasso)

Planificação


Título: “Uma forma de expressão”


Introdução:

 A ciência mostra, a arte demonstra;

 O estatuto da ciência permite-lhe um conhecimento objectivo, verdadeiro, imparcial e capaz de descrever ou explicar o mundo tal como ele é, ao passo que a arte põe em causa o indivíduo inteiro, com os seus sentimentos e as suas emoções, com as suas ideias e convicções, sendo por isso de natureza subjectiva.

 A ciência define por meio de símbolos conceptuais, a arte sugere por meio de símbolos imagéticos.


Desenvolvimento:

 Pablo Picasso é um dos mais importantes artistas do séc. XX, retratando nas suas obras as emoções por que passou no decurso da sua vida. No quadro “Mulher chorando” de 1937, Picasso mostra-nos uma mulher a chorar, com um lenço na boca, envolta em dor e sofrimento.

 Isaac Newton foi um cientista inglês, mais reconhecido como físico e matemático, que criou uma expressão que se denomina Binómio de Newton.

 A Vénus de Milo é uma estátua grega, representa a deusa grega Afrodite, deusa do amor e da beleza física, considerada na Grécia Antiga um protótipo da arte clássica.

 Álvaro de Campos é um poeta sensacionista, torna a sensação a realidade da vida e a base da arte.


Conclusão:

 Hoje em dia, arte e ciência já não são processos distintos. Assim, Álvaro de Campos, ao afirmar que o Binómio de Newton é tão belo com a Vénus de Milo, pretende mostrar-nos que ciência é um tipo de arte que, apesar de diferente apresenta alguns pontos em comum, uma vez que também as teorias científicas podem ser orientadas por critérios estéticos.

 Actualmente as obras são cada vez mais relativas, tanto para os criadores, como para os seus críticos.

 Ser criador ou espectador exige esforço e aprendizagem, pois é a partir da visão que damos às coisas, que torna-mos objectos arte, uma vez que em milhares de pessoas que presenciam uma obra de arte, não haverá, certamente, duas que a sintam da mesma forma.

 Assim, tanto a Vénus de Milo como o quadro de Picasso são obras de arte, e por isso belos, embora o conceito de belo seja subjectivo, temos de estar prontos a admitir e a reconhecer uma verdadeira obra de arte, de forma a distinguir o genuíno do falso em todos os períodos.

S. S.

Sem comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...