quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Orações subordinadas adverbiais comparativas

  • São introduzidas por uma conjunção ou locução conjuncional comparativa.
  • Contêm o segundo elemento de uma comparação cujo primeiro termo está presente na oração subordinante:
               - A Naomi Watts canta tão bem como representa.
  • São frequentemente construídas com elipses:
               - A Naomi Watts é tão bela como a Kim Basinger [é bela].
               - O Eusébio fala tão bem português como [fala] inglês.
  • Podem ser finitas (os exemplos anteriores) como não finitas.
  • As orações subordinadas comparativas não finitas podem ser:
               . Infinitivas:
                         - Os jovens gostam mais de estar com os amigos do que de estudar.

               . Gerundivas:
                         - O Rui agitava os braços, como pedindo socorro.
  • Apresentam pouca mobilidade na frase:
               - O João é mais alto do que a namorada.
               - * Do que a namorada, o João é mais alto.

  • Estão dependentes, frequentemente, de um elemento quantificador presente na oração subordinante:
               - O João é mais alto do que o Pedro.
               - Uma mulher como nunca vira enlouqueceu o Ernesto.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...