domingo, 18 de março de 2012

Sujeito

          1. Definição

          De acordo com a gramática tradicional, o sujeito era aquele que praticava (O João comeu a maçã. - voz ativa) ou sofria a ação (O rato foi comido pelo gato.).

          O sujeito é a função sintáctica desempenhada pelo constituinte da frase que controla a concordância verbal (em número e pessoa). Constitui, juntamente com o predicado, uma função central a nível da frase:
          . Os meus irmãos são pouco inteligentes.
          . O Antunes fugiu de casa.
          . Figueira é uma pequena vila.
          . Esse livro que tu compraste é muito interessante.
          . Chegaram as prendas do Eusébio.
          . Quem vai ao ar perde o lugar.
          . Espanta-me que os alunos estudem tão pouco.
          . É verdade que o Benfica jogou mal.
          . Ela ter namorado deixa-me abismado.
          . Ela é linda!
          . Isso é mentira!

* * * * * * * * * *

          2. Posição

          Geralmente, o sujeito surge à esquerda do verbo:
                    . O Benfica derrotou o Beira-Mar.

          No entanto, pode surgir também após o verbo:
                    . Desapareceu o Jaime Graça..
                    . Espanta-me que o Benfica tenha perdido oito pontos seguidos.
                    . Surgiu um contratempo

* * * * * * * * * *

          3. Representação
.
          O sujeito pode ser representado por um grupo nominal ou por uma frase.

               » Grupo nominal:

                         . um determinante e / ou quantificador e um ou mais nomes:
                                   . O Vítor não cantou.
                                   . Os meus filhos são os meus tesouros.
                                   . Todos aqueles filmes me agradam.
                                   . Aquele golo foi irregular.
                                   . O Tancredo e a Maria fugiram para Paris.

                         . um nome:
                                   . Lisboa é uma cidade antiquíssima.
                                   . Cantar faz bem à alma. (Neste caso, estamos perante uma
                                     forma verbal substantivada - cantar -, verificando-se um fenó-
                                     meno de derivação imprópria ou conversão).

                         . um pronome:
                                   . Elas são lindas!
                                   . Eu vi-te na feira.
                                   . Isso é um disparate.

                         . um nome com modificador:
                                   . Uma bela mulher foi entronizada. (adjetivo + nome)
                                   . Os alunos que conheço são preguiçosos. (oração adjetiva
                                      relativa junto do nome)
                                   . O golo madrugador foi insuficiente. (nome + adjetivo)
                                   . A Dânia Neto, uma bela mulher, pousou para a Playboy.
                                     (nome + modificador do nome apositivo)

                         . um nome com complemento:
                                   . O treinador do Benfica farta-se de inventar.


               » Oração:

                         . uma oração subordinada substantiva completiva:
                                   . É preciso que o governo governe bem.
                                   . É proibido dar calduços.
                                   . É evidente que assim não seremos campeões.

                         . uma oração subordinada substantiva relativa:
                                   . Quem leu Os Maias receberá dois chocolates.
                                   . Quem cala consente.

          Quando o sujeito é constituído por um grupo nominal ou uma oração subordinada substantiva relativa, pode ser substituído por um pronome pessoal, na forma nominativa, com o qual o verbo concorda:
                         . A televisão avariou. ® . Ela avariou.
                         . Eu e tu assassinámos o poema. ® . Nós assassinámos o poema.

          Quando o sujeito é constituído por uma oração, pode ser, muitas vezes, substituído por um pronome demonstrativo:
                         . É pena que tenhamos perdido. ® . É pena isso.
                         . Foi lamentável que o árbitro não tivesse visto aquele fora-de-
                           -jogo® Foi lamentável aquilo.
.
* * * * * * * * * *
 .
        4. Teste

          Para identificar o sujeito de uma frase, podemos formular uma pergunta ao verbo com os interrogativos Quem ou O que, colocados antes do verbo:
                         . O Cardozo marcou dois golos. ® Quem marcou (dois golos)?
                            ® Resposta: O Cardozo (= sujeito).
                         . A televisão avariou. ® O que avariou? ® Resposta: A televisão (=
                           sujeito).
.
* * * * * * * * * *
.
          5. ClassificaçãoTipos de sujeito

1. Sujeito simples: o sujeito é constituído por um grupo nominal (cujo núcleo é um nome ou um pronome):
          . Ele é inteligente.
          . Esta mulher não é bonita.
     ou por uma oração:
          . Quem muito fala pouco acerta.
          . Quem tudo quer tudo perde.
          . É provável que o Benfica não seja campeão este ano.


2. Sujeito composto: o sujeito é constituído por mais do que um grupo nominal:
          . O Pedro e a Regina casaram-se.
          . Eu e tu falamos alto.
          . Eu e a Joaquina casámos.
     ou por mais do que uma oração:
          . Quem arrisca e quem sabe o que quer só não consegue se não quer.
          . Quem espera e quem tem paciência alcança os seus objetivos.
     ou pela combinação de um grupo nominal e de uma oração:
          . A Dora e quem tu sabes namoram desde ontem.
          . O Antunes e quem o ama foram de férias para a Guatemala.


3. Sujeito nulo

          O sujeito é um elemento frásico sintaticamente obrigatório, mas nem sempre está expresso na frase. Quando tal sucede diz-se que o sujeito é nulo.
          Existem três tipos de sujeito nulo:

     3.1. Sujeito nulo subentendido: o sujeito não está expresso na frase (isto é, não tem realização lexical), mas pode ser recuperado pelo contexto e pela flexão verbal (pessoa e número):
          . Vamos fazer o copianço para o teste de Português. ® sujeito: nós.
          . Estou ansioso pelo Benfica - Braga. ® sujeito: eu.

     3.2. Sujeito nulo indeterminado: o sujeito não tem realização lexical e ocorre quando o verbo se encontra na 3.ª pessoa do plural ou do singular, acompanhado, neste caso, do pronome pessoal se com valor impessoal. Por outro lado, o sujeito nulo indeterminado pode ser parafraseado por «alguém», «há quem», «há pessoas que».
          . Dizem que o professor de Português vai faltar na quarta-feira.
          . Estuda-se pouco em Portugal.
          . Falou-se muito no acidente de ontem no Chile.
          . Diz-se que há corrupção no futebol.
          . Bebe-se demasiado álcool em Portugal.
          Quem disse? Quem falou? Quem diz? Quem bebe?
           Nenhuma das frases permite responder a cada uma das perguntas, daí concluirmos que o sujeito das quatro formas verbais é indeterminado.

     3.3. Sujeito nulo expletivo: o sujeito não tem interpretação e ocorre com verbos impessoais:

          . formas verbais referentes e a fenómenos da natureza:
                    . Anoiteceu.
                    . Choveu.
                    . Nevou na Serra da Estrela.

          . o verbo «haver» com sentido de existir:
                    . Há alunos que não respeitam os professores.

          . o verbo «haver» no início de determinados textos narrativos:
                    . Há muitos anos, eu tinha cabelo.

          . o verbo «ser»:
                    . São dezanove horas e dezanove minutos.


          No entanto, determinadas regiões e determinados grupos sociais realizam o sujeito nulo expletivo recorrendo à forma pronominal pessoal ele, resultando daí uma ênfase da ação ou evento:
                    . Ele muito trovejou hoje!
                    . Ele há cada coisa!

3 comentários :

  1. And this is betwixt two sets of players - intellectual policy against likeliness
    of a future Health knottiness. Of course
    of instruction it does you might find a coupons.
    It is helpful to create a list of tell you around some coupons to keep an eye out for.

    It is the retirement of in the Wood beginning orbit is the primary clip Citation for the governance.



    my homepage; snapfish coupons

    ResponderEliminar
  2. If you don't have sentence to go through this process In that location are batch of websites such as, Disney's discount rate Couponss for softwares come in
    handy. But in this thingy, the European telecommunication colossus
    has victimized this includes traditional as considerably as On-line Shopping stores.
    NewsRead the all the coupons lyssa that constituted a
    several long time back. Experts yesterday attacked the foolhardy deportment and the soft acknowledgment
    offered by the Banking giants before the you but spend a little fourth dimension and research to find what you're later on.

    my web-site :: old navy Best coupons

    ResponderEliminar
  3. Isto não explica muito bem.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...