quinta-feira, 30 de maio de 2013

Valor do adjetivo

TEORIA

            Na língua portuguesa, a sequência substantivo + adjetivo é a mais usual no enunciado lógico, daí que o adjetivo posposto tenha um sentido objetivo. Coloca-se sempre posposto o adjetivo que refere uma classificação ou a designação de uma caraterística própria ‑ calças pretas, União Europeia.
            A língua portuguesa admite, também, a possibilidade de muitos adjetivos qualificativos se encontrarem antepostos, isto é, antes da expressão nominal que modificam:
. às vezes, a colocação é puramente opcional, trazendo como consequência uma maior ou menos enfatização da caraterística expressa ‑ um dia lindo / um lindo dia;
. em muitos casos, o adjetivo anteposto tem um sentido mais subjetivo, ou conotativo e, obviamente, o posposto terá um significado mais objetivo, ou denotativo ‑ dia escuro / escuro dia;
. alguns adjetivos adquirem significados diferentes, conforme a sua colocação ‑ velho amigo / amigo velho.

            Sempre à esquerda da expressão nominal colocam-se os adjetivos numerais ordinais (ex.: O Miguel ficou em primeiro lugar.).


Valor restritivo e não restritivo

. Possui valor restritivo, especificador ou predicativo o adjetivo posposto não separado por vírgula da expressão nominal.
- A aluna loura explicou-lhe o exercício. (não foi uma qualquer aluna, foi aquela especificamente).
. Quando separado da expressão nominal por vírgulas, possui sempre valor apositivo, não restritivo.
- A Cátia, simpática, explicou-lhe o exercício.
. Apresenta igualmente valor não restritivo o adjetivo anteposto que refira uma qualidade não intrínseca ao nome.
- Os interessados espetadores apreciaram a peça. (isto é, todos os espetadores estavam interessados) / Os espetadores interessados apreciaram a peça. (os espetadores interessados apreciaram a peça, os desinteressados não).


EXERCÍCIOS

1. Leia o texto seguinte.

            O Bom Inverno

            João Tordo, publicações Dom Quixote

            Sinopse
            Quando o narrador, um escritor prematuramente frustrado e hipocondríaco, viaja até Budapeste para um encontro literário, está longe de imaginar até onde a literatura o pode levar. Prevendo uma viagem rápida e sem contratempos, acaba por conhecer Vincenzo Gentile, um escritor italiano, muito jovem e pouco sensato, que o convencer a ir da Hungria até Itália, onde um famoso produtor de cinema tem uma casa no meio de um bosque, escondida de olhares curiosos, onde passa a temporada de verão e à qual chama, enigmaticamente, O Bom Inverno. O produtor, Don Metzger, tem duas obsessões: cinema e balões de ar quente. Entre personagens inusitadas, estranhos acontecimentos, e um corpo que o atraiçoa constantemente, o narrador apercebe-se de que em casa de Metzger as coisas não são bem o que parecem. Depois de uma noite agitada, aquilo que podia parecer uma comédia transforma-se em tragédia: Metzger é encontrado morto no seu próprio lago. Andrés Bosco, o catalão enorme e ameaçador que constrói os balões de ar quente de Metzger, toma nas suas mãos a tarefa de descobrir o culpado e isola os doze convidados na casa do bosque. As personagens, assustadas, frágeis e egoístas, começam a desabar, atraiçoando-se e acusando-se mutuamente, sob a influência do misterioso Bosco, que desaparece no interior do bosque, dando início a um cerco. Um a um, os protagonistas vão ser confrontados com os seus piores medos, num pesadelo que parece só poder terminar quando não sobrar ninguém para contar a história.
imprensa on-line (texto adaptado)

1.1. Sublinhe os adjetivos das três primeiras frases do texto.

1.2. Complete a tabela.

Adjetivos pospostos
Nomes a que se associam
.
.
.
. italiano, muito jovem, pouco sensato
.
.
.
.
.
. escritor
.
.


.
.
Adjetivos antepostos
.
.

2. Alguns dos adjetivos que se encontram em posição pós-nominal não poderiam figurar antes do nome. Identifique-os.

2.1. Apresente a razão que está na base dessa impossibilidade. (consulte a teoria inicial)

2.2. Indique o valor desses adjetivos.

3. Considere, agora, os adjetivos em posição pré-nominal e avalie o efeito expressivo da sua colocação. (consulte novamente a teoria inicial)

4. «Olhares curiosos / curiosos olhares»

4.1. Enuncie a alteração de sentido provocada pela inversão na colocação do adjetivo.

5. «As personagens assustadas começam a desabafar. / As personagens, assustadas, começam a desabafar.»

5.1. Explique por que razão o adjetivo da primeira frase tem uma valor restritivo e o da segunda tem um valor não restritivo.

6. Redija duas frases em que inclua o adjetivo «enigmático», usado na primeira com um valor restritivo e na segunda com um valor não restritivo.

* * * * * * * * * *

Correção

1.1. e 1.2.
Adjetivos pospostos
Nomes a que se associam
. frustrado e hipocondríaco
. literário
. rápida
. italiano, muito jovem, pouco sensato
. curiosos
. quente
. escritor
. encontro
. viagem
. escritor
. olhares
. ar


. produtor de cinema
. inverno
Adjetivos antepostos
. famoso
. bom

2. São os adjetivos «literário», «italiano» e «quente».

2.1. Esses adjetivos referem características próprias e uma classificação.

2.2. Os adjetivos possuem valor restritivo.

3. A anteposição dos adjetivos enfatiza o seu sentido. No segundo caso, é a escolha do adjetivo «bom» que surpreende e chama a atenção, contribuindo a colocação para acentuar essa sensação de estranheza.

4.1. No primeiro caso, o adjetivo tem um sentido denotativo – os olhares são motivados pela curiosidade. No segundo, o sentido altera-se – os olhares são estranhos, invulgares.

5.1. O adjetivo com valor restritivo implica que nos referimos apenas às personagens assustadas; se houver outras não assustadas, elas não “começam a desabafar”. Possuindo valor explicativo, o adjetivo não restringe, logo todas as personagens estavam assustadas.

6.
1) As personagens enigmáticas prendem a atenção do leitor.
2) As personagens, enigmáticas, prendem a atenção do leitor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...