domingo, 28 de fevereiro de 2016

Distinção entre complemento oblíquo e modificador do grupo verbal

1. Complemento oblíquo
● É essencial, por isso não pode ser eliminado, visto que a frase perde o seu sentido.
- A Maria habita em Lisboa.
- * A Maria habita.
● É exigido (pedido) pelo verbo, constituindo com ele uma unidade e ocupando, normalmente, um lugar fixo na frase.
- * A Maria em Lisboa habita.
● Faz parte do predicado.
- A Maria habita em Lisboa.
predicado
● Não pode ser substituído pelo pronomes pessoais lhe e o.
- A Maria habita em Lisboa.
- * A Maria habita-o.
- * A Maria mora-lhe.
● Não é possível interrogá-lo e obter o verbo como resposta.
- A Maria habita em Lisboa.
- Que faz a Maria em Lisboa?
- * Habita.

2. Modificador do grupo verbal
● Pode ser eliminado, sem que a frase fique incompleta.
- Em 1984, Carlos Lopes ganhou a medalha de ouro em Los Angeles.
- Carlos Lopes ganhou a medalha de ouro.
● Não é exigido pelo verbo, mas acrescenta informações acessórias (de tempo, lugar, modo, causa, fim).
- Em 1984, Carlos Lopes ganhou a medalha de ouro em Los Angeles.
ideia de tempo                                                    ideia de lugar
● Faz parte do predicado.
● Não tem lugar fixo na frase, pelo que pode surgir separado do predicado.
● É possível interrogá-lo (Que fez sujeito + modificador?), obtendo o verbo como resposta.
- Que fez Carlos Lopes em 1988?
- Ganhou a medalha de ouro.
- Que fez Carlos Lopes em Los Angeles?
- Ganhou a medalha de ouro.


Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...