segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Vírgula

     A vírgula representa uma pausa breve no discurso e usa-se para:

          . isolar o nome do lugar, nas datas:
               - Lisboa, 11 de janeiro de 2012.

          . isolar elementos, intercalados na frase, de valor explicativo ou caracterizador:
               - Portugal está à beira da bancarrota, isto é, não tem dinheiro para o dia-a-dia.

          . isolar orações subordinadas adverbiais numa frase:
               - O João, quando viu a namorada no chão, ficou furioso.

          . isolar orações intercaladas:
               - Os bons jogadores, dizia Paulo Bento, são os que me obedecem cegamente.

         
. isolar orações subordinadas adverbiais, principalmente quando colocadas antes da subordinante:
               - Assim que tu chegaste, fizemos uma festa.

          . separar os elementos de uma enumeração:
               - Fui à feira e comprei batatas, feijão, cebolas, bacalhau e alfaces

          . separar a frase introduzida pela conjunção «mas»:
               - A Maria caiu, mas não se magoou.

          . isolar o vocativo:
               - Micaela, tu cantas mesmo mal!

          . intercalar um modificador entre um verbo e o seu complemento:
               - O polícia alertou o condutor, com gestos enérgicos, do perigo.

       
  . separar conjunções e locuções conclusivas:
               - O Benfica jogou bem, portanto mereceu vencer.
               - Consideras, portanto, que o árbitro não viu bem o lance.

          . isolar modificadores da frase:
               - Efetivamente, a bola não entrou na baliza.

         
. destacar um advérbio conetivo em início de período:
               - Os alunos estão muito aborrecidos. Porém, não param de falar.

Sem comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...