sexta-feira, 14 de junho de 2013

Complementos: direto, indireto e oblíquo

RECORDAR

1) O complemento direto:
a) é sempre selecionado pelo verbo;
b) pode ser identificado:
i) colocando a questão «o quê?» / «o que é que?» ao sujeito e à forma verbal:
A Maria partiu um prato.
‑ P: A Maria partiu o quê?
‑ P: O que é que a Maria partiu?
‑ R: um prato (=CD);
ii) substituindo o GN (grupo nominal) com essa função sintática pelos pronomes pessoais átonos «o», «a», «os», «as»:
A Maria partiu um prato.
A Maria partiu-o.

2) O complemento indireto:
a) é sempre selecionado pelo verbo;
b) pode ser identificado:
i) colocando a questão «a quem?» / «a quem é que?» ao sujeito e à forma verbal:
Ele telefonou à mãe.
‑ P: A quem é que ele telefonou?
‑ P: Ele telefonou a quem?
‑ R: À mãe (CI);
ii) substituindo o GN com essa função sintática pelos pronomes pessoais átonos «lhe», «lhes»:
‑ Ele telefonou à mãe.
‑ Ele telefonou-lhe.

3) O complemento oblíquo:
a) é sempre selecionado pelo verbo;
b) não pode ser substituído por pronomes pessoais átonos;
c) lista de verbos que «pedem» complemento oblíquo:
. abdicar de (direitos, privilégios)
. abster-se de (fazer algo)
. abusar de (a paciência de alguém)
. acabar com (as injustiças)
. aceder a (um cargo)
. acreditar em (uma pessoa, alguém, uma causa)
. aderir a (um projeto)
. afastar-se de (alguém, alguma coisa)
. aludir a (um assunto)
. apaixonar-se por (alguém)
. apoderar-se de (algo)
. aspirar a (alguma coisa)
. assistir a (um espetáculo)
. atrever-se a (fazer algo ousado)
. candidatar-se a (um emprego)
. cansar-se de (algo)
. chegar a (algum lugar)
. concordar com (alguém)
. concorrer a (um lugar)
. confiar em (alguém)
. contar com (alguém)
. convencer-se de (algo)
. crer em (algo)
. cuidar de (alguém)
. delegar em (alguém)
. depender de (alguém)
. descer de (algum local)
. desconfiar de (alguém)
. descrer de (tudo)
. desistir de
. dirigir-se a, para (um local)
. discordar de (tudo)
. dispor de (condições)
. dispor-se a (algo)
. dotar de (meios)
. duvidar de (alguém)
. entrar em (um local)
. esquecer-se de (algo)
. falar de (tudo)
. fugir de (responsabilidades)
. gostar de (algo ou alguém)
. importar-se com (algo)
. insistir em (um assunto)
. interessar-se por (um assunto)
. investir em (ações)
. ir a, para (um local)
. livrar de (um problema)
. munir-se de (argumentos)
. necessitar de (algo)
. olhar por (alguém)
. participar em (conversas)
. partir para (um local)
. pensar em (alguém)
. precisar de (alguém)
. recordar-se de (uma conversa)
. recorrer a (alguém)
. renunciar a (alguma coisa)
. residir em (uma localidade)
. sair de (um local)
. simpatizar com (alguém)
. sofrer de (algo)
. subir a
. suspeitar de (alguém)
. transformar em (alguma coisa)
. vir de (uma cidade)
. viver em (um local)
. voltar a, de (um sítio)
. votar em (alguém)
. zelar por (alguém)


EXERCITAR

1. Assinale com uma cruz (X) a função sintática desempenhada pelo(s) elementos destacado(s) em cada frase.

Frases
Função sintática
c. direto
c. indireto
c. oblíquo
1. Eu dei uma prenda ao Ricardo.



2. Agrada-me a tua escolha.



3. A Cláudia chegou à capital ontem.



4. O marido assistiu ao parto.



5. O Antunes chocou com a parede.



6. A peça de teatro agradou à Joana.



7. O Vitorino marcou um golaço.



8. Saramago escreveu uma carta de despedida a Pilar.



9. Passos Coelho sempre aspirou ao cargo que ocupa.



10. O meu tio recuperou a sua alegria.



11. Escrevi um “e-mail” a todos as minhas namoradas.



12. Os filhos necessitam de pais atentos.



13. O Eusébio foi ontem.



14. Emprestei-o à Miquelina.



15. A tia Joana mora no cemitério há uma década.



16. Imprime o documento, José.



17. O Miguel depende do teu amor.



18. Conheço aquela professora.



19. Eu preciso de festinhas dos meus filhos.



20. Sempre obedeci à minha mãe.



21. Os alunos ofereceram uma flor às professoras.



22. O caçador furtivo matou o elefante.



23. O advogado interessou-se pelo meu caso.



24. Dediquei-o ao meu pai.



25. Gosto imenso da tua namorada.



26. Vítor Pereira agradeceu o título a Jorge Jesus.



27. Tu já leste o documento?



28. Comprei-te aquilo que desejavas.



29. O mendigo pediu uma esmola a Cavaco Silva.



30. Não assisti ao último jogo.



31. Discordo de Nuno Crato.







Correção

Frases
Função sintática
c. direto
c. indireto
c. oblíquo
1. Eu dei uma prenda ao Ricardo.
X
X

2. Agrada-me a tua escolha.

X

3. A Cláudia chegou à capital ontem.


X
4. O marido assistiu ao parto.


X
5. O Antunes chocou com a parede.


X
6. A peça de teatro agradou à Joana.

X

7. O Vitorino marcou um golaço.
X


8. Saramago escreveu uma carta de despedida a Pilar.

X

9. Passos Coelho sempre aspirou ao cargo que ocupa.


X
10. O meu tio recuperou a sua alegria.
X


11. Escrevi um “e-mail” a todos as minhas namoradas.

X

12. Os filhos necessitam de pais atentos.


X
13. O Eusébio foi ontem.


X
14. Emprestei-o à Miquelina.
X
X

15. A tia Joana mora no cemitério há uma década.


X
16. Imprime o documento, José.
X


17. O Miguel depende do teu amor.


X
18. Conheço aquela professora.
X


19. Eu preciso de festinhas dos meus filhos.


X
20. Sempre obedeci à minha mãe.

X

21. Os alunos ofereceram uma flor às professoras.

X

22. O caçador furtivo matou o elefante.
X


23. O advogado interessou-se pelo meu caso.


X
24. Dediquei-o ao meu pai.
X
X

25. Gosto imenso da tua namorada.


X
26. Vítor Pereira agradeceu o título a Jorge Jesus.

X

27. Tu já leste o documento?
X


28. Comprei-te aquilo que desejavas.
X


29. O mendigo pediu uma esmola a Cavaco Silva.

X

30. Não assisti ao último jogo.


X
31. Discordo de Nuno Crato.


X


34 comentários :

  1. Ajudou-me bué para o exame de port de 6º ano 2013/14

    ResponderEliminar
  2. Ajudou-me Muito!
    Obrigada!!!

    ResponderEliminar
  3. Ajudou me muito e principalmente os exercicios

    ResponderEliminar
  4. É incrível isto ajudo-me muito biada hihihi

    ResponderEliminar
  5. mega fixxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee :P

    ResponderEliminar
  6. Ajudou-me imenso principalmente a parte de praticar.

    ResponderEliminar
  7. Atenção: na lista de verbos há erro.
    Os verbos estar e ficar são copulativos. Exigem predicativo do sujeito e não complemento oblíquo. Assim, na frase "Ele está na escola." na escola é predicativo do sujeito e não complemento oblíquo. O mesmo acontece na frase "Ele ficou em casa." em casa é predicativo do sujeito.

    ResponderEliminar
  8. Ajudou muito obg
    podiam fazer outro site mas com outras materias

    ResponderEliminar
  9. gostei muito principalmente a parte do exercícios .

    ResponderEliminar
  10. Adorei está muito bem esplicado

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  13. Ajudou me imenso para o teste de pt 10 ano

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...