sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Poema IX ("Sou um guardador de rebanhos")

          O poema, constituído (no manual!) por três estrofes (duas sextilhas e um dístico) de versos brancos e métrica irregular, apresenta-nos um sujeito poético que se assume, metaforicamente, como um pastor.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...