sábado, 1 de junho de 2013

"Le Dejeuner des Canotiers"


O quadro a analisar é a obra de Pierre-Auguste Renoir, de seu nome Le Dejeuner des Canotiers, quadro este de 1881, pintado em França, atualmente exposto na The Phillips Collection em Washington D.C.. Foi comprado ao artista por Paul Durand-Ruel e vendido pelo filho deste último ao senhor Duncan Phillips, daí estar na coleção supracitada. Renoir, nasceu em Limoges, a 25 de fevereiro de 1841, e faleceu em Cagnes-sur-Mer a 3 de dezembro de 1919, filho de um alfaiate e de uma costureira, cresceu no seio de uma família de classe média, e mudou-se para Paris com os pais para tentar uma vida melhor. Estudou na Ecole des Beux-Arts e frequentou o atelier de Charles Gleyre, onde aperfeiçoou a sua técnica. A pintura representa amigos do autor a relaxar na varanda da Maison Fournaisse, junto ao rio Sena. O seu estilo era uma vertente do Rococó.
No quadro, podemos ver uma mesa, repleta de garrafas que aparentam ser de vinho, e várias uvas dispostas numa fruteira junto das mesmas, bem como algumas uvas na toalha, e variados copos juntos a estes dois últimos elementos. A toalha da mesa é branca e está um pouco descomposta. Há várias pessoas ao redor da mesa e há também, em segundo plano, mais pessoas sentadas noutra mesa. Estas pessoas estão vestidas com trajes da época e conversam alegremente enquanto bebem. Em primeiro plano, junto da primeira mesa, podemos observar cinco pessoas, dois homens que conversam com uma mulher, à direita, e uma mulher que brinca com um cãozinho junto de um homem de barbas encostado a um gradeamento
 À esquerda, m segundo plano, vemos um grupo constituído por mais homens e com apenas 3 mulheres, uma encostada ao gradeamento, junto de outra que bebe sentada, rodeadas por quatro homens, e ainda uma mulher que conversa com outros três homens. Este grupo situa-se numa espécie de alpendre ou varanda, coberto por um tolde às riscas vermelhas e brancas. Na paisagem envolvente, pode-se observar uma certa vegetação, um rio e alguns barquinhos que nele navegam, bem como a outra margem do rio e uma casa que nela se encontra.
As cores deste quadro exprimem um ambiente muito alegre, e os elementos como os copos e as garrafas sugerem um ambiente de pândega e convívio. Os trajes das pessoas sugerem que estamos perante uma classe social média-alta. As texturas são bastante realistas, como é natural no Rococó e bastante expressivas. O titulo em português significa “O Pequeno almoço do clube de remo,” portanto depreende-se que todos fossem desportistas nessa vertente de atividades em águas fluviais.
É então um quadro que exprime um ambiente bastante alegre, de súcia, e que transmite uma sensação de serenidade ao apreciador. Aconselho a apreciação do quadro visto que está muito bem construído, com mestria e realismo impressionante, é muito rico em termos de detalhes visuais e ainda porque transmite uma sensação de calma impressionante, mas ao mesmo tempo estimula um frenesim em nós, como se estivéssemos presentes naquele ambiente festivo.

Rafael P. 

Sem comentários :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...