domingo, 21 de setembro de 2014

Prémio aos melhores

     O MEC decidiu atribuir um crédito horário suplementar às escolas / aos agrupamentos que apresentassem melhores resultados em sede de exames nacionais.
     Ora, se é verdade, grosso modo, que quem apresenta um bom desempenho deve, eventualmente, ser premiado por isso, no contexto educativo a questão não é tão simples ou linear.
     O mau desempenho não deve ser premiado. Esta é outra verdade, mas, no caso da Educação, esse "mau desempenho" deve ser combatido e não estigmatizado ou penalizado. Pelo contrário, deveria haver uma política de incentivo e de promoção da melhoria do desempenho dessas escolas / desses agrupamentos, estabelecendo, por exemplo, um plano a prazo de melhoramento, de recuperação.
     Ora, deslocar meios para aquelas que apresentam melhores resultados (sendo que os fatores que estão na génese de tal são de ordem diversa e subjetiva) equivale, no atual quadro, a impedir que eles cheguem a quem deles, efetivamente, precisa.
     Se o MEC prosseguir este caminho, a tendência será de as "melhores escolas" serem cada vez melhores e as "piores", piores.
     Para já, a política de Nuno Crato é essa. Aqui fica a lista de escolas premiadas no presente ano pelo desempenho dos seus alunos em exames nacionais.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...