segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Marcadores discursivos

  • Um texto / discurso não é uma soma arbitrária de palavras ou frases, mas um todo coeso, coerente e estruturado, isto é, um conjunto de elementos interligados de acordo com uma sequência e com as regras gramaticais da língua portuguesa.
  • Os marcadores discursivos contribuem para a coesão de um texto (oral ou escrito).
  • Englobam diversos elementos linguísticos.
  • Não desempenham qualquer função sintática na frase..
  • Permitem estabelecer conexões entre enunciados, de modo a construir um discurso coeso e coerente.
  • Fazem parte dos marcadores discursivos os conetores, que englobam elementos linguísticos pertencentes a diferentes classes de palavras (conjunções, advérbios ou interjeições).
  • Em síntese, são os seguintes os principais marcadores discursivos:

Marcadores discursivos

                Os marcadores discursivos são unidades linguísticas invariáveis que permitem estabelecer conexões entre enunciados, de modo a construir um discurso coeso e coerente.

Designação
Função
Marcadores discursivos
Estruturação da informação
ordenar a informação
por um lado, por outro lado, em primeiro lugar, após, antes, depois, em seguida, seguidamente, até que, por último, para concluir…
Reformuladores
reformular o discurso, explicando-o ou retificando-o
ou seja, isto é, quer dizer, por outras palavras, quer dizer, ou melhor, dizendo melhor, ou antes, como se pode ver, é o caso de, como vimos, quer isto dizer, significa isto que, não se pense que, pelo que referi anteriormente
Operadores discursivos
reforçar e concretizar ideias
de facto, na verdade, na realidade, com efeito, por exemplo, efetivamente, note-se que, atente-se em, repare-se, veja-se, mais concretamente, é evidente que, a meu ver, estou em crer que, em nosso entender, certamente, decerto, com toda a certeza, naturalmente, evidentemente, com isto (não), pretendemos, por outras palavras, ou melhor, ou seja, em resumo, em suma
Marcadores conversacionais ou fáticos
gerir a relação entre os interlocutores
ouve, olha, presta atenção




Conetores / Articuladores do discurso

                Os conetores ou articuladores têm como função articular, conectar, ligar grupos de palavras; unir frases simples, formando frases complexas; estabelecer nexos lógicos entre períodos e parágrafos, de modo a construir textos coesos e coerentes.
                Os conectores podem ser classificados com funcionalidades lógicas distintas, de acordo com o contexto de uso.

Designação
Função
Articuladores / Conetores do discurso
Aditivos
agrupar, adicionar ideias, segmentos, sequências, informação
e, nem (negativa), bem como, não só… mas também, além disso, mais ainda, igualmente, ainda
Alternativos / Exclusão
apresentar opções, alternativas
ou, ou… ou, ora… ora, seja… seja, alternativamente, em alternativa, opcionalmente
Contrastivos
indicar uma oposição, um contraste
mas, porém, todavia, contudo, no entanto, contrariamente, pelo contrário
Concessivos
negar o efeito, a conclusão
exprimir uma concessão
embora, ainda que, mesmo que, conquanto, apesar de, malgrado, não obstante, mesmo assim, ainda assim
Temporais
exprimir relações de tempo entre os segmentos do texto / discurso
quando, mal, assim que, logo que, enquanto, entretanto, depois que, desde que, antes de, mais tarde, ao mesmo tempo
Finais
traduzir o fim, a intenção, o objetivo
para (que), a fim de, a fim de que, de modo / forma a, com o objetivo de
Comparativos
exprimir uma comparação
como, tal como, assim como, bem como, também, mais / menos do que
Causais
exprimir a causa, a razão
porque, visto que, dado que, como, uma vez que, já que
Condicionais
introduzir hipóteses ou condições
se, caso, desde que, a não ser que, contanto que
Consecutivos
exprimir a ideia de consequência, resultado, efeito
por isso, daí que, de tal forma… que, tanto… que, tal… que, tão… que
Conclusivas
expressar uma conclusão, uma inferência (dedução lógica a partir do já exposto)
portanto, assim, logo, por conseguinte, concluindo, para concluir, em conclusão, em consequência, daí, então, deste modo, por isso, por este motivo
Completivos
completar o sentido do núcleo do grupo verbal
que, se, para
Confirmativos ou exemplificativos
documentar
exemplificar
por exemplo, a ilustrar, documentando, exemplificando


  • Outros valores são expressos, por exemplo, pelas conjunções (porque introduz um valor de causa, etc.).
  • Pelos exemplos apresentados no quadro acima, não só preposições, conjunções, advérbios e expressões que lhes sejam equivalentes desempenham a função de conetores do discurso. De facto, também os adjetivos numerais (primeiro, segundo, terceiro, etc.) e as formas verbais não finitas - gerundivas (sintetizando, prosseguindo, concluindo, recapitulando, etc.) ou infinitivas antecedidas de preposição (para começar, para concluir, a seguir, a encerrar, etc.) - podem funcionar como tal.

12 comentários :

  1. Olá, gostari de saber a fonte desta publicação, pois estou realizando um trabalho sobre o assunto.
    Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amorim, C. e Sousa, C. (2009). Gramática da Língua Portugesa. Porto: Areal Editores.

      Eliminar
  2. oie...bouaa noite!! acho interessante o assunto,mas num sei como trabalhar com ele numa possivel monografia...algem tem sugestao??obg...misaelalves08@hotmail.com

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. É incrivel como existe babaca para tudo.

      Eliminar
    2. fraca é a sua cabeça que não entende uma coisa tão simples...
      sinceramente... !

      Eliminar
    3. fraco é seu rabo.

      Eliminar
    4. Eh ganda bife!!! Fraco é o seu orgão genital

      Eliminar
    5. Eh ganda bife!!! Fraco é o seu orgão genital

      Eliminar
  4. Desde já quero parabenizar pelo trabalho..Sem dúvida nenhuma, ficou excelente.

    ResponderEliminar
  5. Eu nunca sei quando usar o “termo” ( A SABER ) –é um operador discursivo,pode ser usado pra exemplificar algo ? Alguém poderia me ajudar e dar exemplo? Desde já agradeço.

    ResponderEliminar