segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

A próclise

     Cada vez se escreve pior em todo o lado, incluindo os meios de comunicação social. Este facto talvez se fique a dever a uma apreciável falta de cuidado, um "tanto faz", mas é possível que também possa ter a ver com a falta de preparação dos atuais jornalistas da nossa praça.
     Qualquer que seja a razão, os erros medram, nomeadamente nas plataformas digitais dos nossos jornais e revistas.

     Neste caso, o que está a questão é a colocação do pronome «se» e logo nesse baluarte que é o Expresso:


     Pois bem, o novo contrato de Messi tem para lá, como diria Luís Filipe Vieira, umas cláusulas, incluindo esta: "... se a Catalunha se tornar independente..." e não como aparece escrito.

     A explicação para a anteposição do pronome à forma verbal pode ser encontrada aqui.

Sem comentários :

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...